AUDIÊNCIA NA CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES E PRÓTESES QUER SABER SOBRE INQUÉRITO

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Máfia das Órteses e Próteses no Brasil vai ouvir às 14 horas delegados e promotores do Rio Grande do Sul.

A máfia das órteses e próteses ficou conhecida nacionalmente após reportagem do programa “Fantástico”, da Rede Globo, exibida em janeiro, que mostrou um esquema para realização de cirurgias, muitas vezes desnecessárias, apenas para obrigar os pacientes a comprar próteses vendidas por empresas que pagam propinas a médicos. Esses profissionais receberiam entre 15% e 50% do valor dos produtos. A fraude estaria ocorrendo em cinco estados.

Os convidados para a audiência falarão sobre o inquérito policial aberto na 10ª Vara Criminal de Porto Alegre, que investiga o esquema no Rio Grande do Sul (RS).

Foram chamados para o debate, sugerido pelo relator da CPI, deputado André Fufuca (PEN-MA):

  • o delegado titular da Delegacia de Crimes Fazendários da Polícia Civil do RS, Joeberth Pinto Junior,
  • o delegado adjunto da Delegacia de Crimes Fazendários da Polícia Civil do RS, Daniel Mendelski Ribeiro,
  • a promotora de Justiça da 10ª Vara Criminal de Porto Alegre Lessandra Bergamaschi e
  • o promotor de Justiça da 10ª Vara Criminal de Porto Alegre Luciano Vaccaro.

A reunião será no plenário 14.

CRIMES COMETIDO POR MÉDICOS ENVOLVIDOS NA MÁFIA DAS PRÓTESES

advogados criminalistas em, advogados criminais  de sp, advogados criminalista de sp, advogados criminal