QUARENTA TONELADAS DE PRODUTOS FALSIFICADOS SÃO APREENDIDOS NO BAIRRO DO BRÁS EM SÃO PAULO

Uma operação da polícia apreendeu 40 toneladas de tênis falsificados das principais marcas do setor, camisas da seleção brasileira e de diversos times do país, em um prédio no Brás, centro de São Paulo, região famosa pelo comércio popular. Toda a mercadoria era falsificada a ação aconteceu na noite do (3/12).

Agentes do 12º Distrito Policial (Pari) investigavam o esquema envolvendo produtos piratas quando identificaram o imóvel utilizado para armazenar a mercadoria. O galpão onde estavam os produtos sem documentação fiscal ficava na Rua Matias de Oliveira.

Produtos Falsificados

Segundo a polícia, os produtos falsificados ocupava um prédio de três andares, onde também funcionava uma central de vendas pela internet.

A polícia estima ter apreendido 50 mil pares de calçados avaliados em R$ 3,5 milhões. A mercadoria seria vendida neste Natal, a maior parte pela internet.

Além da mercadoria pirata, 10 computadores foram apreendidos e quatro pessoas foram detidas no local. Elas prestaram depoimentos e depois foram liberadas.

Agora a Polícia investiga quem alugou o imóvel e contratou os serviços de água, energia e internet.

Ao todo, foram recolhidos quinze pares de tênis de marcas diversas, 2.126 caixas com calçados e roupas (aproximadamente 5.000 itens), 157 fardos com 50 caixas com mais produtos, além de dois notebooks e oito CPU’s de computadores.

Marcas Lesadas

Os representantes legais das marcas foram devidamente informados da apreensão e compareceram no local. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, os representantes do espaço não apresentaram documentação fiscal da mercadoria apreendida. Todo o material foi encaminhado para realização de perícia.

O crime contra marcas e patentes se enquadra nessa situação, já que no local foram encontrados produtos falsificados de diversas marcas em estoque e os mesmos seriam vendidos. O crime contra marcas e patentes é quando tem a exportação, venda, exposição ou oferecimento para à venda, coloca em estoque, oculta ou recebe, para utilização com fins econômicos, produtos fabricados com violações de patentes de invenção ou de modelos de utilidades, ou obtido por meio de processo patenteado.